Kokocast

Resenha – Dinosaurs vs. Aliens

barbamagnetica 1 de agosto de 2012 Resenha 2 Comentários
Resenha – Dinosaurs vs. Aliens

A união de duas celebridades, mesmo que de mídias diferentes sempre aguça a curiosidade do público. Grant Morrison famoso escritor de HQs se juntou ao produtor Barry Sonnenfeld ( Homens de Preto) para criar um quadrinho estilo pipocão que vai agradar tanto os fãs de Star Wars quanto o Ross do Friends.

A história se passa na Terra durante o período Cretácio, uma época onde os dinossauros ainda dominavam o planeta. Quando inesperadamente uma nave extraterrestre surge nos céus da terra selvagem. Dela saltam alienígenas que infelizmente não são bem-vindos pelos lagartos gigantes. Inicia então o embate das duas espécies. Simples assim.

O conceito básico foi criado por Barry Sonnenfeld, e a partír dele Morrison desenvolveu a história. É complicado dizer até onde foi o trabalho de um e de outro. Mas levando em consideração as áreas em que cada um atua, provavelmente Morrison recebeu um bilhete com o meu parágrafo acima escrito nele e um cheque bem gordo. Um típico “se vira aí”. O grande trunfo da indústria do cinema americano sempre foi pegar conceitos simples, maquiá-los e polí-los até agradar o público mediano. Sonnenfeld sabe disso, e precisava de alguém de renome para dar visibilidade e credibilidade ao projeto. Morrison por sua vez namora com Hollywood já a um bom tempo. Sendo assim, uma mão lava a outra e todos ficam felizes.

Mesmo com os dois nomes badalados envolvidos no projeto, os grandes astros dessa publicação ao meu ver são o desenhista Mukesh Singh e o Estúdio Liquid!, responsável pelas cores. As páginas são muito bonitas, Mukesh é detalhista e seu conhecimento de anatomia reptliliana são excepcionais. A comunidade de paleontologia deve estar orgulhosa, mesmo com o desenhista tomando algumas liberdades criativas. O Liquid! já esta consagrado no mercado americano a muito tempo, são sinônimo de “massa véio” bem feito, e fazem um trabalho primoroso nessa HQ.

Se vocês chegou até aqui e se interessou pela HQ, vá atrás, leia e forme sua opinião.

Mas agora terei que expor os pontos negativos do trabalho. Spoilers à frente, moçada.

 

Primeiro: essa é só a primeira parte da história. Estão alardeando como se fosse uma obra fechada, mas ao final você descobre que estamos no primeiro capítulo. Não que isso seja ruim, mas pra mim fica um cheiro de enrolação não constar na capa que a história é mais longa e será publicada em partes.

Segundo: as onomatopéias usadas são meio aleatórias e não se encaixam com o traço do artista. Eu sempre encarei o uso de onomatopéias como essencial e extremamente relevante nas HQs. É um trabalho de design, que deve se adequar à narrativa e ao estilo do desenhista. Mas aqui acabou sendo um trabalho visivelmente equivocado por parte de quem o fez.

Terceiro: Mukesh se concentrou tanto em desenhar dinossauros de forma inusitada, que não restou criatividade para a criação dos alienígenas. Ficou com uma cara de ETs requentados de filmes á la Independence Day.

Quarto: volto a dizer, Mukesh desenha muito bem. Domina luz e sombra, anatomia, é detalhista e tem um traço muito acima da média. Mas sua narrativa as vezes é confusa, ainda mais quando ele espreme sete dinossauros em um quadro só. Ele faz belíssimas splash pages, imagens pra posters e capas, mas no desenrolar da história ele tropeça em alguns momentos.

Fica a dica: quer uma boa hq de dinossauros? Procure Age of Reptiles. Bons desenhos, bom roteiro, boa narrativa e vence o desafio de criar uma boa HQ sem palavras… porque até onde eu sei, os dinossauros não conversavam muito, rs…

Fica a dica #2 (5 Horas se metendo onde não foi chamado): O mangá GON, de Masashi Tanaka. Trata-se de um dinossauro que sobreviveu à extinção e convive com animais do período paleolítico. Também é sem palavras.

Like this Article? Share it!

About The Author

2 Comments

  1. Gisela 4 de fevereiro de 2013 at 2:34

    onde eu consigo Baixar o HQ do Age of Reptiles e Dinosaurs vs Aliens?

Leave A Response