Kokocast

Hellboy – Being Human

Marcos X-Salada 19 de março de 2012 Resenha Nenhum Comentário
Hellboy – Being Human

A cria demoníaca de Mike Mignola esta de volta; dessa vez com participação especial de Roger, o homúnculo. Em uma aventura de terror rápida e rasteira, que acompanha de perto o batismo de fogo do homúnculo em sua primeira missão de campo como agente do B.P.R.D.

Quem já acompanha o universo de Hellboy, já deve ter ao menos ouvido falar do homúnculo conhecido como Roger. Despertado por Liz Sherman em uma aventura no início das publicaçoes do demonião. O humanóide feito de sangue e ervas já teve seus momentos de conflito com Hellboy. Mas nada que uma boa conversa e uma bela porrada da mão de pedra do chifrudo nao fizessem o homúnculo mudar de idéia e repensar sua filosofia de vida.

Being Human nos mostra Roger quatro anos depois de seu despertar, ainda em período probatório pelos médicos e cientistas do Bureau, tentando se adequar a sua nova vida, e por insistencia de Hellboy tornar-se um agente do B.P.R.D.

Essa pequena história segue o calouro Roger, sob a tutela de Hellboy até a Carolina do Sul, onde estranhos fenômenos foram avistados em um mausoléu há muito abandonado por seus proprietários. Para não estragar as surpresas, paro por aqui. Mas posso garantir que a história contém ação, zumbis, e fantasmas, o suficiente para entreter o leitor por uma boa meia-hora.

Ah, e como não poderia deixar de falar, temos a belíssima arte de Richard Corben, um mestre das HQs de terror, que Mignola faz sempre questão de ter entre seu elenco de artistas que expandem o universo do Hellboy. 

Hellboy – Being Human

Roteiro: Mike Mignola
Desenho: Richard Corben
Cor: Dave Stewart
Dark Horse
32 páginas
Cor
2011

Like this Article? Share it!

About The Author

Leave A Response