Kokocast

“Essa Batwoman está gorda!”

5horas 19 de julho de 2012 Chupinhado, Opinião 9 Comentários
“Essa Batwoman está gorda!”

Qual é o tipo físico dos super-heróis?

Nerds de todo o mundo tem se perguntado isso há incontáveis gerações (só que não), baseadas na forma como a figura humana (especialmente a feminina) é retratada nos quadrinhos de super-heróis americanos. Expressões como “broke back pose” (pose que que visa mostrar peito e bunda das personagens ao mesmo tempo)  e “a cabeça dela é menor que os peitos” são a antitese aos parâmetro da industria americana.

Para os que não sabem (por terem passado uma temporada na Lua, sei lá), aconteceu na semana passada o evento anual San Diego Comic Con (SDCC).

Apesar de estar cada vez menos voltado à quadrinhos e mais voltado à cultura pop (entenda, outras coisas de nerd que geram mais dinheiro que quadrinhos), a SDCC trouxe profissionais do mercado para avaliar portfólios de aspirantes a quadrinistas. Uma dessas pessoas foi a artista V. Oliver Rutherfurd. E um de seus trabalhos, que você pode conferir abaixo, gerou polêmica após o final do evento.

Rutherfurd conseguiu se encontrar com profissionais de algumas editoras que avaliaram seu portfólio e ficou surpresa ao saber que sua Batwoman não estava de acordo com “os padrões da industria”. Acompanhe a crítica completa:

Seus seios são muito pequenos e não tem a sustentação que os de super-heroínas devem ter. Seu queixo e bochechas são gordos e o pescoço muito comprido. O estilo de seus cabelos é embaraçado e não tem a fluídez que os cabelos de uma super-heroína teria. Seus quadris, cintura e coxas são grandes demais e, honestamente, ela parece gorda. Ninguém vai querer ler uma HQ de uma protagonista gorda. Eu recomendo honestamente que você dê uma olhada em algumas edições de Sports Illustrated para captar a anatomia correta. Aquelas mulheres estão no topo da perfeição humana e é o que queremos na industria.

Desnecessário dizer que esse comentário enfureceu diversas nerds feministas. O divertido Escher Girls, um tumblr que basicamente cataloga poses e anatomias impossíveis, fez um artigo completo criticando a industria. Segue um trecho:

É interessante eles considerarem as mulheres da capa da Sports Illustrated o o topo da perfeição humana (…), Acho que eles estão confundindo “o que eu acho sexy nas mulheres” com “mulheres no topo da perfeição atlética”. 

E isso é a mais pura verdade! As formas físicas de modelos e esportistas profissionais diferem de várias maneiras. Veja abaixo algumas fotos produzidas pelos fotógrafos Howard Schartz e Beverly Ornstein para o ensaio The Athlete:


 

 

Vamos rever alguns pontos: repare nas cinturas, quadris e coxas das atletas. Repare também nos tamanhos e proporções dos seios. Depois disso, compare a Batwoman desenhada por Rutherfurd com as imagens de atletas acima e das modelos-capa da Sports Illustrated abaixo e diga com quem ela se parece mais.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

Eu não tenho nada (nada mesmo) contra a Kate Uptown. Muito pelo contrário. Mas será que não há espaço para outros tipos-físicos nas HQs?

E a cada novo lançamento aumenta o número de artistas com desenhos sofríveis e sem a menor noção de anatomia, que tentam desenhar o ideal da “mulher-perfeita”. E o “perfeito”, pelo que eles dão a entender, são cinturas finas e peitos flutuantes que seguem o olhar do leitor, independente da posição da personagem. Se para isso a personagem precisa ter um tronco mais longo que a perna, bem, isso não importa. O importante é ser sexy.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Mas se você parar pra pensar, a grande maioria das super-heroínas americanas não passam mesmo disso; modelos. Super-mulheres, com super-peitos, super-bundas, super-abdômens que passam boa parte do tempo flutuando e fazendo poses sexy, enfeitando os cantos das páginas enquanto os “verdadeiros” heróis — os homens, claro — estão salvando o mundo na base da porrada.

Vamos lá, meninas; uma mão na cabeça e a outra na cintura.

.

.

PS: A Batwoman da vitrine é de Nate Bellegarde.

Like this Article? Share it!

About The Author

9 Comments

  1. Felipe Mendes 19 de julho de 2012 at 14:15

    A Kate Upton foge definitivamente do estereótipo de beleza (não que isso seja uma coisa ruim, muito pelo contrário, a “gordurinha” que todo homem gosta esta lá).

    Mas uma coisa que reparei apenas agora com esse post é que o desenho precisa realmente ter um tronco maior para ter essas proporções “perfeitas”. Nunca mais mais vou ve-las e não achar estranho. haha

    Obrigado Kokocast por acabar com as perfeitudas das hqs. :P

    • barbamagnetica 19 de julho de 2012 at 14:38

      Fala, Felipe “Felpa” Mendes.
      Só vou discordar de vc em um ponto, a Kate é sim um esteiotipo de beleza, nao de passarela, mas com ctz é esteriotipo do biotipo americano. Se ela não tivesse aqueles peitos e fizesse sucesso, aí sim eu ia achar algo estranho.

      • 5horas 19 de julho de 2012 at 15:38

        Concordo com o Mendes: ela tem aquela camada bacana, pra segurar do lado.
        Mas, como o Barba disse, a cara de girl-next-door está lá.

  2. 5horas 19 de julho de 2012 at 17:29

    Sempre bom lembrar disso também
    brokenBack

  3. Elizeu Drummond 20 de julho de 2012 at 13:30

    Concordo, mas a melhor batwoman de todos os tempos é:
    http://suicidegirls.com/members/Jessytai/albums/site/30466/

    E tenho dito!

    • barbamagnetica 20 de julho de 2012 at 18:16

      Veja só vc, um renomado advogado com bom gosto, diria eu.
      Mas o sr. tem a voz meio estranha… :D

  4. 5horas 27 de julho de 2012 at 22:35
  5. Débora 28 de julho de 2012 at 23:26

    que ridículo isto! a produção das comics americanas continua a se emburrecer cada vez mais

    • 5horas 30 de julho de 2012 at 7:40

      É verdade, Débora.
      Obrigado pela visita e comentário!

Leave A Response