Kokocast

Batman: Ano um

Marcos X-Salada 13 de dezembro de 2011 Resenha Nenhum Comentário
Batman: Ano um

Como na vida, a evolução dos heróis também acontece por meio de cagadas erros, lágrimas e feridas. Em “Ano um”, Bruce Wayne descobre a duras penas o quanto doem facadas e tiros.

Numa Gotham City, retratada por Frank Miller e David Mazzuchelli, onde paz é artigo de luxo, todo aquele misticismo envolto no homem morcego não existe. A criminalidade nada teme e os “esquemas” políticos os complementam sem pudor.

Junto com o retorno do jovem milionário, chega à cidade o Ten. James Gordon que, transferido de Chicago, traz consigo sua mulher grávida e sua vontade de fazer a diferença em meio a tanta corrupção.

Com uma premissa ótima e arte sombria, se é conduzido a ver o crescimento do ponto mais humano do Cavaleiro Negro até o princípio do mito; de um Gordon de personalidade forte e sem medo de enfiar a mão na cara enfrentar os que se atravessem sua luta por um mundo mais seguro para seu filho.

É um daqueles quadrinhos que sempre se ouviu falar desde seu lançamento em 1988 por ter se tornado épico. Principalmente após o boom de vendas e público de Dark Knight Returns, também de Frank Miller. Recentemente a Panini lançou uma versão em capa dura da compilação dos 4 números que compõe essa história.

Vale MUITO ler essa ediçao! Principalmente para saciar a vontade de bons roteiros ou, se você está esperando o filme Batman Rises, jogando Batman: Arkham Asylum e Batman: Arkham City (como eu hehe), vai fazer você ficar com mais vontade ainda de ver/jogar tudo isso.

Batman: Ano um (Batman: Year one)
Roteiro: Frank Miller
Arte: David Mazzuchelli
Cor: Richmond Lewis
Colorido
Editora: Panini
Páginas: 148
2011

Épico: palavra fadada ao desuso pela falta de criatividade e colhões vontade das pessoas de apresentar coisas novas ao mundo.

Like this Article? Share it!

About The Author

Leave A Response