Kokocast

Basilisk – Número 01

Marcos X-Salada 20 de fevereiro de 2012 Número 01 1 Comentário
Basilisk – Número 01

Ninjas com super-poderes não são nada de novo na cultura popular. A série Basilisk, porém, vem adaptada do livro de fantasia-histórica Kōga Ninpōchō – Os Pergaminhos Ninja de Kouga – escrito em 1958.

Segue o press-release da Panini:

A Panini traz para o Brasil Basilisk, a versão em mangá da série “Ninpouchou”, de Fataro Yamada, sucesso no Japão. Passado em plena Era Edo, conhecemos a história de luta de vida ou morte entre as famílias Kouga e Iga para definir quem será o sucessor do xogum. Dez membros de cada clã devem disputar pela sobrevivência, usando suas técnicas secretas. Entretanto, apesar do antigo ódio entre as famílias, os respectivos herdeiros Gennosuke, de Kouga, e Oboro, de Iga, estão apaixonados.

Apesar da capa, Futarou Yamada não participou da criação do mangá. Um escritor prolífico, Yamada publicou diversos livros, muitos com a temática ninja. Apesar de ter seu livro publicado nos EUA apenas em 2006, diversas adaptações de sua obra já haviam sido feitas – a saber: três mangás (em 1963 por Haruo Koyama, em 2003 por Torao Asada e Basilisk, também em 2003), um animé - baseado em Basilisk – e um filme live-action (Shinobi: Heart Under Blade, em 2005). Provavelmente, a publicação de The Kouga Ninja Scrolls tentou seguir o hype do filme.

Na história do livro – que dizem ter sido baseada em fatos verídicos narrados em um documento secreto – em 1614, conforme ordenado pelo xogum, dois clãs ninja devem se degladiar para decidir quem será o próximo xogum. Os clãs Kouga e Iga são rivais cujos membros sofrem mutações e deformações diversas, devido à anos de cruzamento seletivo para obtenção de diversas habilidades inumanas.

Masaki Segawa é um fã do trabalho de Yamada – ele adaptou dois outros livros para mangás, inclusive. Sua arte é bonita, o design dos personagens é interessante – alguns são realmente BEM feios -, mas ele tem um grande problema: os cenários!

Não sei se o próprio mangaká os desenha, ou se seu assistente. Não sei também se trata-se de um desenho ou de uma foto trabalhada com algum tipo de efeito. O problema é que o background da HQ destoa tanto dos personagens que as vezes perde-se a atenção quanto ao que está acontecendo na trama.

Ainda assim, trata-se de uma boa história e a leitura é relativamente rápida – boa parte do mangá são as brigas. Como dissemos no episódio de mangás, é uma espécie de Romeu e Julieta ninja. Eu recomendo!

Avaliação final:
Arte: Boa. Mas peca feio nos cenários.
Roteiro: Bacana. E bem violento. Não se apegue a personagem nenhum!
Preço: R$ 10,90
Recomendado para: Quem está se achando muito grandinho para Naruto.
5 Horas, você vai comprar o volume 02? Já comprei! E vou até o quinto!


Like this Article? Share it!

About The Author

1 Comment

  1. andersonsilva280 22 de fevereiro de 2012 at 2:55

    Vi o anime a poucos dias e gostei muito.
    A história realmente é muito boa.
    Vale a pena conferir!

Leave A Response