Kokocast

Afro Samurai – Número 01

Marcos X-Salada 2 de março de 2012 Número 01 3 Comentários
Afro Samurai – Número 01

 

Afro Samurai é um mangá iniciado em 1999 que ganhou o mundo em proporções multimídia na década passada, com direito à um anime, filme, video-game etc.

A sinopse:

No sombrio caminho de um espadachim, em um Japão Feudal futurístico, foi dito que aquele que se tornasse o número 1 governaria o mundo. Mas a única regra neste mundo, é que o somente o número 2 tem permissão para desafiar o número 1. Afro Samurai, o número 2, viaja o mundo buscando vingança contra o homem que assassinou seu pai.

Chances são de você já ter visto algum episódio da animação na TV ou o longa-metragem – Afro foi dublado por Samuel L. Jackson.

O mangá que chega ao Brasil pela Panini não é o original de 1999, mas um remake do próprio artista em 2008/2009. O mangá original havia sido publicado em uma revista japonesa independente e ganhou o mundo com a animação, motivando o autor a rever a obra.

Por ter sido primariamente publicada nos EUA, a leitura é típica ocidental (da esquerda para a direita). A arte de Takashi Okazaki é interessante e moderna. Há uma adição da cor vermelha nas cenas de ação, o que – teóricamente – traria um visual bacana à série.

E aí está o problema da publicação: o papel utilizado na produção de Afro Samurai é o mesmo dos outros mangás publicados no Brasil. Considerando, no entanto, que a arte de Okazaki é carregada de preto – pintura digital – e com a adição eventual de vermelho, não há papel que resista! Há sequências de diversas páginas em que nada é visto, exceto os balões. A terceira história do volume é uma batalha noturna que só posso imaginar o que aconteceu seguindo a trilha vermelha.

Isso não está no mangá.

Chega a ser triste, pois pude ver que se publicada devidamente a arte ficaria perfeitamente legível. Um papel de gramatura maior – ou um papel branco – provavelmente resolveriam o problema.

Afro Samurai Legível – na publicação, não dá pra ver as pessoas no fundo.

Apesar da série – em dois volumes – ter sido lançada no Brasil em 2009, caso você encontre-a em alguma banca ou loja de quadrinhos, ate conselho a passar longe e não comprar – como eu fiz. Assista o anime e seja feliz.

Avaliação final:
Arte: Bem diferente, misturando mangá clássico com clipe de MTV.
Roteiro: Parece clichê: um badass-motherfucker em busca de vingança… ou não?
Preço: R$ 9,90
Recomendado para: Quem está mais interessado em colecionar do que ler mangás. Ou fãs hardcore de Afro Samurai.
5 Horas, você vai comprar o volume 02? Não mesmo!

Like this Article? Share it!

About The Author

3 Comments

  1. Robert Robertson 6 de março de 2012 at 19:56

    Para um site de quadrinhos vc falam muito de desenho animado e filme
    eu gostei demais do manga do Afro

  2. Felipe 5 Horas 6 de março de 2012 at 20:02

    É que eu assisti alguns episódio do animé. Eu não desgosto da arte, mas achei muito escura. É por isso que não indico: é tão escura que não é legível.

    • Robert Robertson 7 de março de 2012 at 11:48

      eu só acho que se você odeia todos os mangas vc nao podia falar mau. voce so reclama de tudo!

Leave A Response